Meu cônjuge pediu o divórcio, e agora?



Se a crise do seu casamento chegou a esse ponto, então é necessário aceitar que acabou e começar a restaurar o casamento, mas até lá, temos um problema a resolver, o divórcio.


Relutar contra o divórcio é um desperdício de forças e contrário ao conselho bíblico (Am 3:3), pois não é possível duas pessoas andarem juntos se não estiverem de acordo. Além disso, existe o respaldo bíblico nas palavras de Paulo, de que se um cônjuge não está temendo a Deus e disposto a cumprir sua aliança (1Co 7:15), então o outro que deixe que se vá, pois não há muito o que ser feito para impedir.


Uma passagem bíblica que pode lhe fazer relutar ao divórcio é a de Malaquias 2:16, que sugere em algumas traduções que Deus odeia o divórcio. Mas entendamos que, Deus odeia o que dá iniciativa ao divórcio, e mais precisamente, ao que decide ir embora ou mandar o outro embora, e não necessariamente ao que formaliza tal separação.


E como foi dito no primeiro verso, o casamento acabou, mas não é o fim. A bíblia lhe assegura que independente do motivo da separação, aquilo que Deus uniu ninguém é capaz de separar (Mt 19:6), exceto a morte (1Co 7:39). Portanto, temos uma restauração para começar!

Todo casamento tem solução, independente do que causou a separação, de quanto tempo já passou, ou se o teu cônjuge já casou com outra pessoa.

modelo 1.png